Mensagem do Ministro Tarajo – Fevereiro de 2019

Mensagem do Ministro Tarajo – Fevereiro de 2019

Postado por Tarajo do Amanhecer, Com 0 Comentarios, Categoria: Mensagens do Ministro Tarajo,
MENSAGEM DO MINISTRO TARAJO
 
Salve Deus, filhos!
Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
 
Graças a Deus, filhos. O amor divino, e eterno concedeu-nos mais essa divina oportunidade deste feliz encontro aonde temos a rica oportunidade de transformar realidades, de manipular aquilo que as esferas mais sublimes da vida nos confiam a cada dia, e a cada amanhecer. Regozijai vos, meus filhos, por tudo que representas, ainda que o mundo murmurinhe pela dor, ainda que a humanidade caminhe pelo vale da incerteza e da intolerância, agradecei-vos a Deus por poder ser o lenitivo, ser a luz a iluminar-te e a iluminar o caminho dos que te cercam. Vejo, muitas vezes no cotidiano de alguns filhos jaguares, a reclamação, a revolta sendo tomada como molas propulsoras, reclamam por terem recebido do céu uma incumbência, e reclamam por essa incumbência, por essas forças que lhes são confiadas não estarem trazendo o conforto necessário. É muito simples, meus filhos, o que o Céu lhes confiou, não vos confiou somente e exclusivamente para solução do problema que povoa os vossos cotidianos. Foi lhes confiado para ser direcionado para a humanidade que clama por esse socorro, a humanidade que tem fome de esclarecimento e sede de amor e o procuram nas manifestações mais grosseiras, passageiras e efêmeras que nada condizem com a essência da vida, que é o espírito.
 
Salve Deus, meus filhos. Muitas vezes estais debatendo sobre o confronto entre personalidade e a individualidade, a essência espiritual, da personalidade é necessária para sua vivência enquanto seres reencarnantes, a individualidade deles não podeis fugir porque é o que te acompanhará para o todo o sempre. Muitas vezes a personalidade quer dividir, mas a individualidade sem a necessidade de somar valores, ainda assim, com tantas diferenças, a personalidade tende a tomar partidos quando, às vezes, acontecimentos dolorosos batem à porta dos humanos, dos terráqueos viventes nesse orbe terrestre. A personalidade quer procurar culpados, quer revoltar-se, mas a individualidade não procura lado certo e nem errado, procura a direção da paz. Procurem refletir sobre isso, filhos. Por muitas vezes, querer escolher lados, se perdem no próprio caminho. Entre o lado certo e o lado errado, entre o lado justo ou o injusto por vezes sereis chamados para tomar o caminho da paz e serem a própria paz. Ajudem, vibrem, emanem, mas não se envolvam naquilo que suas mãos não foram preparadas para mudar, estais aqui para ser o socorro final desta humanidade do mundo que está se regenerando desde a minúscula manifestação de vida até a forma mais inteligível, mas não se envolvam ao que suas mentes e suas mãos não estão preparadas para mudar, somente estendam as mãos e abram os corações, abracem a dor do seu semelhante, mas não a vista como sendo sua. Enxugue a lágrima daquele que bate a porta da tua vida, mas não queira ser a solução para vida de ninguém porque Deus é por todos e se Ele é por todos, a cada um concede a condição de suportar, carregar o lenitivo e o peso da sua bagagem cármica ou da sua cruz.
 
Salve Deus, minhas filhas ninfas encantadas, quanta beleza pude testemunhar em cada passo, cada centímetro que essa corte bendita pode percorrer no físico e no espiritual, aonde seus véus se estenderam ao infinito e brilharam como um Sol vivo, onde suas vozes se transmutaram em lenitivo e vento sublimares e celestiais a chegarem ao coração de seres que encrustados na própria ignorância não conseguem dar um passo há muito tempo em suas vidas, aonde vossa ternura reflete, nada mais, nada menos, a misericórdia de Deus e a candura de Maria de Nazaré. Ninfas encantadas pelo Reino Central, aleitai-vos, minhas filhas, mas também regozijai-vos pelo que representa nesse Amanhecer. O teu lugar é inestimável e insubstituível no que representas para essa Corrente Indiana do Espaço, porque o que é teu, minha filha, tenha certeza que chegará em tuas mãos. Trabalhe com afinco, trabalhe com amor, mesmo mediante o sacrifício que a vida lhe exige. Não desista de sua caminhada, minha filha, veja que da tua indumentária, não há só o brilho que a ornamenta, mas há o brilho celestial de seres que cotidianamente vem trazei-vos as premissas do Céu.
 
Salve Deus, meus filhos jaguares. Graças a Deus. Não me canso de repetir, meus filhos doutrinadores e meus filhos 5º Yurês, que representam, sim, a direção, o comando, representam o socorro, representam o braço forte que o Pai Seta Branca espera para carregar essa Humanidade sobre os ombros, mas não de uma forma sacrificial, mas com amor e desprendimento e com determinismo do jaguar, do espírito espartano. Deixai para lá, deixai lá atrás as armas que, muitas vezes, empunhastes contra o teu semelhante e que agora foi revertido em consolo e em forças absolutas curadoras e transformadoras. Salve Deus, meus filhos, a vocês, eu repito o que acabei de dizer, há pouco, não procurem tomar partido naquilo que não cabe nas suas mãos mudar, volve para dentro de si mesmo, para os seus corações, para o seu sacerdócio e nada vos faltará. Não se ocupem dos erros alheios, mas se ocupem daquilo que podes fazer de melhor para a transformação da essência da sua vida e da essência desse mundo que nunca clamou tanto a presença do jaguar atuante, esclarecido e determinado.
 
Salve Deus! Um dia Koatay 108, a Clarividente, se consagrou e se fez eterna em dois planos, assim também sois vos outros. Sois eternos nesse plano, viventes nesse mundo, mas não sois pertencentes a este mundo. Estais vivendo entre os terráqueos, mas não queiram se misturar àquilo que não lhes convém, filhos. Lembre-se, estais vivendo neste mundo, mas não sois pertencentes a este mundo e deveis viver não como seres perfeitos, mas seres conscientes que sabem o seu lugar neste Universo, que tem a consciência de serem e de estarem a caminho da própria evolução. Salve Deus, meus filhos. Eu vos amo e o Senhor Jesus Cristo abre os teus braços e ilumina cada passo de vossas jornadas e de vosso sacerdócio. Graças a Deus.

Deixe uma resposta